Administração, marketing digital, e-commerce e mais !

Mostrando postagens com marcador administração. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador administração. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Descongelamento, mudança e recongelamento. Modelo de Mudança de Lewis

  


Toda empresa em algum momento se depara com a identificação de problemas, em que se diz respeito a competências gerenciais após a identificação do mesmo é necessário medidas para que o mesmo seja resolvido. 

 Muitas vezes o problema é apenas reportado, o que faz com que saibamos que o mesmo exista, mas como resolve-lo fica para segundo plano o que consequentemente acaba piorando a situação.

 Para esses casos temos um modelo desenvolvido pelo psicólogo Kurt Lewis que consiste em 3 etapas para realizar as mudanças necessárias fazendo com as mesmas sejam consistente, e se preciso for utiliza-la quantas mais vezes forem necessárias.

 As etapas consistem em que ele analogicamente chama de Descongelamento, mudança e recongelamento, da mesma forma como um cubo de gelo.


 Descongelamento

 Nessa primeira etapa o líder identifica que existe a necessidades de mudanças nos processos da empresa, e como o nome sugere, temos que descongelar, ou seja, parar de executar da forma que estamos habituados. Consequentemente analisamos os processos que necessitam de mudanças, nessa etapa é de extrema importância que sejam analisados e expostos todos os problemas para que as soluções sejam desenvolvidas.

 Falar e ouvir sua equipe nessa parte é fundamental, fazendo assim com que você tenha apoio e todos de certa forma estejam com compromisso para a segunda etapa para a solução dos problemas.


Mudanças

Nessa etapa com os problemas nos processos já identificados, cabe ao líder apontar e  fazer claro a todos as mudanças que serão executadas com o intuito de melhorar ou solucionar .

 É necessário nessa etapa o estimular envolvimento da equipe para que todos também estejam compromissados para o novo molde e assim executem, deixando claro de como, quem e quando nos processos.


Recongelamento

 A ultima parte do processo tem como executar todas as mudanças estabelecidas para que haja resultados esperados padronizando as novas medidas que foram discutidas na etapa da mudança.

Treinamentos, informações e orientações e liderança fortes serão necessário nessa etapa para assim motivar e encorajar sua equipe, não esquecendo de comemorar as o sucesso alcançado.

Share:

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Ambiente interno e externo organizacional - Gestão e Administração



 As organizações trabalham em meio aos ambientes internos e externos, ambos influenciam diretamente no desempenho da empresa


Uma organização é o conjunto de pessoas trabalhando em prol de um objetivo, alinhados ao planejamentos definidos no começo da empresa, e que seguem de acordo com suas visão, missão e valores.

 Ao iniciar o ambiente organizacional é necessário analises e consequentemente formulação de planos e estratégias nos diferentes níveis, sejam eles estratégicos, táticos ou operacionais, conhecimentos, capacitação do pessoal, tecnologia entre outros recursos para o assim então adotar medidas que diferenciem e destaquem a organização no ambiente competitivo.


O que é ambiente organizacional?


O ambiente organizacional são todas questões relacionadas ao desempenho da empresa que está situada no meio competitivo, podendo ser afetada de formas negativas ou positivas, o resultado dependem da estruturação para reagir imediatamente ao surgimento de necessidades de mudanças.


O ambiente organizacional é dividido em:

 Interno: É dentro das organizações e consiste em estrutura organizacional, administração, cultura organizacional tecnologia e também sua instalações.

Externo: É tudo que está fora do controle da organização, o meio onde ela está inserida e os elementos e demais contexto que acabam influenciando a mesma.


SWOT Trabalhar com ambiente externo e interno

A análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) para o português fica forças e fraquezas, onde forças e fraquezas são voltadas para o ambiente interno, onde como falamos no início identificamos nos nossos processos internos aonde podemos melhorar os processos. Oportunidade e ameaças por sua vez tratam-se de analisar o ambiente externo e se adaptar para se obter um bom desempenho, para isso devemos estar atentos aos fatores que fogem do nosso controle,  fazer mudanças necessárias.


Ambiente organizacional interno


Administração, liderança, cultura, recursos e  colaboradores, compõem o ambiente interno das organizações, e não há segredo, para bons resultados é necessário analises e acompanhamentos dos processos que a empresa realiza, identificar pontos fortes e pontos fracos para assim trabalhar neles, melhorando e inovando sempre.

Liderança, é um dos elementos internos da empresa, quando ela é deficiente os impactos são sempre negativos custando caro muitas vezes, uma equipe que é liderada de forma desorganizada e despreparada acaba por consequência não gerando resultados esperados, e a empresa quando identifica enxerga a distancia dos objetivos e deve assim tomar medidas para contornar essa deficiência, que pode ser feita através de treinamentos e capacitações.


Cultura diz respeito às normas da empresa, ela serve para nortear os colaboradores, quando bem estruturada, aplicada e disseminada com frequência permite organização constante, a coordenação e o comportamento no ambiente acabam sendo em favor do desempenho e os objetivos.

Recursos são essenciais para o funcionamento de tudo, também está em nosso controle, desde que bem administrados, matéria prima, bens tangíveis ou não, equipamentos e máquinas entram na parte de contabilidade, que cuida do controle, aquisição e depreciação dos mesmos.

Colaboradores, não menos importantes, são os funcionários que dão vida ao negócio, treinamentos e capacitação são fundamentais, plano de carreira devem ser aplicados, assim como outros incentivos, quando temos colabores motivados e interessados na missão e visão da empresa o desempenho da mesma cresce consideravelmente, pois os mesmos vão  realizar e entregar produtos e serviços com rapidez e qualidade, nesse ponto enxergamos se existe resistência para as mudanças, lideres com Soft skills por exemplo, que sabem comunicar e coordenar é conduzir os processos da equipe fazem a diferença.

Muitas empresas acabam quebrando por falta de gestão de caixa, clique aqui e veja planilha fluxo de caixa para você controla receitas e gastos.

 

Ambiente externo

 Já o ambiente externo abrange tudo que foge do limite das organizações, ou seja, tudo aquilo que não esta no seu controle, podendo impactar de forma positiva ou negativa, ou seja, oportunidades e ameaças, muitas vezes a empresa procura meios para adaptar aos fatores externos com planos de ação.

Alguns fatores externos são:

  • Concorrência
  • Consumidores/clientes
  • Situação politica
  • Fatores econômicos
  • Fatores sociais
  • Tecnologia
  • Mudanças legais
  • fornecedores


 Estar atualizado é a melhor forma de resumir como você deve se adaptar ao ambiente externo, tendências sociais, legislação tecnologia, dentre as outras citadas acima de tempos em tempos sofrem alterações, estar ciente disso é saber se organizar e ter um controle para as mudanças, algum tempo atrás por exemplo, as empresas não pensavam muito em questões ecológicas, hoje esse quadro mudou e muitas que adotam tem uma boa imagem, uma boa relação com fornecedores podem trazer vantagens mutuas, estar atento aos serviços e produtos prestados, para criar um diferencial e obter melhor resultados sobre os concorrentes, esses são uns dos exemplos que podemos observar que fazem a diferença e impedem que a empresa desapareça aos poucos do mercado


Share: